Freguesia de Vermoil

“A Birra do Morto”, em Vermoil, no próximo sábado - dia 26 de novembro

Como diria o poeta: “Devia morrer-se de outra maneira. Transformarmo-nos em fumo, por exemplo. Ou em nuvens. Quando nos sentíssemos cansados, fartos do mesmo sol a fingir de novo todas as manhãs, convocaríamos os amigos mais íntimos com um cartão de convite para o ritual do Grande Desfazer.” Também embirro com a morte! Seja Ela quem for! A Birra do Morto irá caracterizar uma cerimónia fúnebre ativa e divertida de uma sociedade onde o cinismo de uns, o interesse de outros e a falsidade da maioria irá ridicularizar os medos e receios perante a morte. “Quando eu morrer… Quero que chamem… o meu amigo ilusionista. Chamem-no por favor. Ou ele que não se esqueça e venha de sua iniciativa despedir-se de mim. ” (…) “E que num último gesto generoso de amizade, realize sobre o meu cadáver um dos números da sua arte de ilusionismo deveras mágico. Feche o caixão - corpo continente do meu corpo conteúdo; bata palmas; música maestro! abra o caixão, - E nada lá dentro!” Mas é preciso que o ritual aconteça… Contra a sua vontade o morto tinha que morrer e era do interesse de todos que ele fosse a enterrar…

 

A peça “A Birra do Morto” de Vicente Sanches, pelo grupo de teatro O CELEIRO sobe ao palco do salão da Sociedade Filarmónica Vermoilense, no próximo sábado dia 26 de novembro, pelas 21h30. A entrada é livre e a peça é para maiores de 16 anos!

Uma parceria da Fundação Inatel com o Município de Pombal, a Freguesia de Vermoil e a Sociedade Filarmónica Vermoilense.

Mais informações: inatel.pt | fb/inatel.portugal | 244 832 319 | inatel.leiria@inatel.pt

Comentários:

transportes publicos

vermoil historia

 

necrolog

 

nucleo museologico

canal youtube

junta-te a leitura

galeria fotos jfv

jobs

Entrada | Noticias | “A Birra do Morto”, em Vermoil, no próximo sábado - dia 26 de novembro